Novembro 23 2007
Anita vendia frascos de doçura, ou melhor, enchia-os com compota de fruta, tapava-os e colocava-lhes uma etiqueta mas nao escrevia compota disto ou daquilo, escrevia apenas doc;ura. Clientes nao lhe faltavam e ninguém regressava para reclamar, quem comprava julgava que a doçura estava toda nos olhos de Anita. Anita era uma menina muito doce e muito simpática para com toda a gente. Um dia apareceu um cliente com um aspecto pouco comum, vestido de preto. Nos seus olhos via-se maldade. Chegou perto de Anita com um ar muito rude e pediu-lhe um frasco de doçura, mas com uma voz estranhamente simpática. Perguntou-lhe o preço de cada frasco e, Anita mais loura que a estrela da manhã e mais branca do que a lua, respondeu-lhe que custavam 2.50€;. O cliente pagou e foi-se embora, preparando-se para voltar no dia seguinte, e no outro, e no outro... Anita estranhou essa atitude, porém, nada fez. Até que um dia, ele chegou perto de Anita que estava com a alvura do costume no rosto, e arrastou-a violentamente até ao seu automóvel. Os olhos da Anita encheram-se de lágrimas e os seus graciosos lábios rosa não tiveram forças para gritar por socorro. Anita não sabia para onde era levada, e ficou com uma grande angústia dentro de seu peito. Por fim, o horrendo homem conduziu-a até um descampado. O homem agarra agressivamente em Anita, e rasga as suas roupas sem piedade e sem medo das proporções daquele acto. Anita ainda guardava a esperança dentro de si e esperava que tudo aquilo não passasse de um sonho mau. Mas era a mais pura das realidades e, Anita, pura inocência, não conseguiu escapar às garras daquele malévolo homem. Na vila, ninguém conseguia acreditar no que acontecera. Anita foi raptada, abusada sexualmente e morta por espancamento… Quem poderia imaginar que alguém poderia ter coragem para cometer uma crueldade daquelas, a uma menina tão pura… Pela sua amizade, pela sua simpatia, pelo seu sorriso, pela sua pureza, Anita jamais sera; esquecida pelos habitantes daquela pacata vila, e ainda hoje, se conta o fim tragico de Anita.
publicado por mariafafa às 16:39

Um texto muito bom! Acho que evoluis te muito. Parabéns. Continua assim.
Helena Costa a 1 de Janeiro de 2008 às 21:13

mais sobre mim
Novembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
24

25
26
27
28
29
30


pesquisar
 
blogs SAPO